Eddie Redmayne contou a GQ o que ele realmente pensa sobre JK Rowling e os cincos filmes de Animais Fantásticos, revelou os desafios de se vestir sendo daltônico (cuidado com ternos verdes!) e falou sobre seu relógio favorito quando criança enquanto ele é o anfitrião de um jantar para o lançamento do Globemaster Annual Calendar da Omega.

Você sempre usou um relógio?

Sim, quando criança eu era obcecado com Flik Flak, que foi meu primeiro relógio. Mas eu poderia cantar para você o comercial. [cantando] Flik Flaks, eles são resistentes a água, Flik Flaks, eles são resistentes a choques!

Eles custavam £15, eu me lembro. E então, eu troquei pelo Swatches, eu me achava estranho com o Swatch Skin, eles eram super finos. Meu pai sempre teve um Omega deVille, um clássico super antigo. Era de ouro com uma correia de couro. E quando eu me tornei adulto, tive outros relógios.

Eu estou usando um Omega Globemaster Annual Calendar, que é o novo modelo. Eu venho usando o Globemaster por mais ou menos um ano e meio, e este tem o calendário, o que é novo. Você apenas tem que mudar a data uma vez por ano, no dia 29 de fevereiro.

Como você combina seu relógio com a sua roupa?

Geralmente, eu uso cores apagadas, então eu tenho esse e um Globemaster, sem o calendário, que é azul. Eu sou daltônico, então em minha vida eu tendo a usar azul e cinza, e manter isso em tons apagados para eu saber que é a cor certa. Então, eu uso o relógio azul e o cinza aqui, e isso tende a não se chocar, funciona com tudo.

Como é ser daltônico?

É estranho quando você tenta e descreve o daltonismo para as pessoas. Porque eles estão como, “o quê, vermelho-verde?”, e você está, “sim”, azul e roxo eu confundo. Eu vou com cinza e marrom, e não, eu não vejo em preto e branco, você na verdade vê em cores, é apenas confusão de cores.

Eu quase me sinto um pouco como uma fraude quando digo que sou daltônico, porque eu vejo as cores. [Eu tenho problemas quando], por exemplo, estou filmando uma cena, e você tem que atingir uma marca no chão, e é uma marca vermelha ou verde grama. Com a minha visão periférica eu não tenho chance. Se eu olhar para baixo, consigo ver a diferença entre vermelho e verde, mas eu não sei como explicar isso para as pessoas.

Isso já afetou na sua escolha de roupas? 

A primeira vez que eu soube sobre isso, não envolveu roupas, mas eu estava pintando alguma coisa na escola. Estava pintando nuvens, e eu pensei que tinha ido tudo bem. Mostrei aos meus colegas e eles apenas disseram, “isso é um monte de nuvens verde m*rda.” Eu pensei que eram todas cinzas!

Eu também lembro de ir para a premiere de A Teoria de Tudo em Toronto, e eu escolhi um terno da Burberry, e era, eu dizia que era verde, mas me disseram que era um verde azulado. Eu disse a minha esposa que iria usar um terno verde e entrei no quarto, ela disse “Meu Jesus! Isso não é apenas um verde, é verde chamativo!”

Infelizmente, eu não tinha mais nada, então sai para o mundo com ele. Eu tive que, genuinamente, colocar meus ombros para trás e tentar dominar esse terno verde hortelã.

Nós fazemos uma votação de mais bem vestidos para os leitores votarem na GQ, como você se sente perdendo para Tom Hiddleston, e Zayn como o vencedor?

Bem, Tom Hiddleston é um cara elegante. Oh Deus! Tenho que dizer, eu vi uma foto do Zayn Malik vestindo uma armadura de metal nos braços e achei muito extraordinário! Ele definitivamente deveria estar ganhando prêmios [por isso]. Eu não tenho certeza se tem muitas que poderiam colocar isso, meu braço robótico funcionaria, você acha? [Zayn] fez funcionar.

Conte-me sobre aparecer no Met Ball?

Eu estive algumas vezes, e sempre uso um smoking e uma gravata branca um ano. É meio extraordinário o Met Ball, você sente que está indo em um daqueles bailes de fantasia, de uma era diferente que não existe mais. Você dá todos esses passos, e então você anda pelo Metropolitan Museum, que está fechado para o evento. Todo o lugar que você olha há pessoas estão extremamente bem vestidas. É uma experiência bem surreal. É como uma mistura entre o baile da Cinderella e Uma Noite no Museu.

Você já se sentiu intimidado algumas vezes quando ia para esses eventos?

A sorte de ser ator é que você vai para casas de moda, e tem pessoas, cujo o trabalho é dizer, “use isto.” E “isso fica bom em você”, e você “Ok!”.

Eu acho que um terno com um bom caimento me deixa mais confiante. Tem uma coisa tão surreal, e nunca vai deixar de ser menos surreal, sobre estar no red carpet, e olhar para as câmeras.

Você pegou algumas dicas sobre o uso obrigatório de smoking?

Eu descobri que o principal é o caimento. A coisa mais importante se você compra um, é cair bem. Estranhamente, um dos lugares onde as pessoas não ajustam, são os braços. Atrás dos braços. Aí está a minha dica! Porque você pode ter um bom caimento no tronco, mas se os braços estão folgados, parece ruim.

Como você combina um relógio com uma camiseta? Particularmente pensando nas mangas.

Você encontra a camiseta. Na vida, quando você a camiseta, você tem que comprá-la e usá-la o tempo todo. Alguns anos atrás, eu encontrei uma camiseta Thomas Pink, caimento elegante e uma boa gola, e eu, basicamente, usava ela o tempo todo. Eu tenho duas delas. Porque se você tem a manga com um tamanho que funciona, está tudo bem.

O plano é fazer cinco filmes de Animais Fantásticos, o quê você acha disso?

Meus pensamentos sobre isso, é que eles vão apenas ser feitos se as pessoas gostarem deles, primeiramente. E em segundo lugar, quando você conhece JK Rowling, você percebe que para ela é apenas sobre contar a história. É tudo o que ela quer fazer, ela não tem outros planos. Ela é um ser humano incrivelmente rica, incrivelmente generosa, contando esta história porque ela tem uma história para contar. E isso me deixa animado, porque se você vai fazer mais filmes – e eu não tenho ideia de como são essas histórias, ou como meu papel será nisso – e se você vai se jogar no escuro, sem saber qual é o futuro, estando nas mãos de uma das maiores contadoras de história da nossa geração, parece um jogo bastante bom.

A história que ela quer contar, ela sempre planejou. E percebeu quando ela estava fazendo os roteiros que seria cinco filmes, ao invés de quatro, que era o plano original dela. E se as pessoas gostarem desse e, esperançosamente, do próximo, então nós veremos o que acontece.

(Fonte)

Eddie Redmayne concorreu ao Globo de Ouro em 2016 na categoria de Melhor Ator por sua performance em The Danish Girl (A Garota Dinamarquesa) mas perdeu para Leornado DiCaprio, que ganhou o prêmio por sua performance em The Revenant (O Regresso). Em 2015, Eddie conquistou o prêmio por sua performance em The Theory of Everything (A Teoria de Tudo).

Em 2017, Eddie volta à premiação mas desta vez apenas como apresentador de uma das categorias. A premiação acontece dia 8 de Janeiro.

(Fonte)

Eddie compareceu ontem (08/12) ao jantar anual realizado pela OMEGA, marca de relógios de luxo a qual ele é embaixador.

Confira as fotos:

001_28129~0.jpgeddieredmaynebr15~3.jpgeddieredmaynebr16~3.jpgeddieredmaynebr10~4.jpg

INICIO > APARIÇÕES E EVENTOS > 2016 > OMEGA GLOBEMASTER ANNUAL CALENDAR DINNER (08/12)

No dia 2 de Dezembro, Eddie Redmayne recebeu a medalha de honra da Ordem do Império Britânico (OBE) pelos seus serviços prestados às artes dramáticas.

A medalha foi entregue pela Rainha Elizabeth II no Castelo de Windsor, em Londres. Hannah Bagshawe, esposa de Eddie, também esteve presente na cerimônia.

Confira as fotos:

eddieredmaynebr3~9.jpgeddieredmaynebr2~9.jpgeddieredmaynebr4~8.jpgeddieredmaynebr20~2.jpg

INICIO > APARIÇÕES E EVENTOS > 2016 > INVESTITURES AT WINDSOR CASTLE (02/12)

No dia 1 de Dezembro, Eddie e sua esposa compareceram ao lançamento do ‘The Reindeer 2016’, uma experiência imersiva de comida natalina organizada pela ‘Lee Alexander McQueen Foundation’, em Londres.

Confira as fotos:

eddieredmaynebr7~4.jpgeddieredmaynebr1~7.jpgeddieredmaynebr2~8.jpgeddieredmaynebr5~6.jpg

INICIO > APARIÇÕES E EVENTOS > 2016 > THE REINDEER (01/12)

Eddie Redmayne e sua esposa, Hannah Bagshawe, juntamente com o diretor Tom Hooper, compareceram a Christmas Cocktail Party na loja de grife de Emilia Wickstead, no dia 26 de Novembro, em Londres.

Confira as fotos:

eddieredmaynebr3~6.jpgeddieredmaynebr8~2.jpgeddieredmaynebr2~6.jpg

INICIO > APARIÇÕES E EVENTOS > 2016 > EMILIA WICKSTEAD CHRISTMAS COCKTAIL PARTY (28/11)

Eddie Redmayne e sua esposa, Hannah Bagshawe compareceram ao The 60th Hennessy Gold Cup 2016 no hipódromo de Newbury, na Inglaterra, dia 26 de Novembro.

Confira as fotos:

eddieredmaynebr10~1.jpg006.jpgeddieredmaynebr2~4.jpgeddieredmaynebr7~1.jpg

INICIO > APARIÇÕES E EVENTOS > 2016 > THE 60TH HENNESSY GOLD CUP (26/11)

Eddie esteve em Beijing, na China, para promover Animais Fantásticos e Onde Habitam e, durante essa passagem pelo país, ele concedeu uma entrevista a um jovem entrevistador coreano chamado Eric. Ao chegar, Eddie desejou feliz aniversário e entregou de presente dois Tronquilhos para Eric.

A conversa foi transmitida ao vivo e primeiro foram feitas as perguntas prontas, depois Eddie respondeu algumas enviadas pelos fãs. Na entrevista, Eddie falou sobre como foi filmar o filme com vários efeitos especiais; qual Casa de Hogwarts ele gostaria que Iris, sua filha, pertencesse; mostrou como fazer seu feitiço favorito – Petrificus Totalus – e revelou que seu patrono é um Basset Hound.

Em uma entrevista recente da press junket de Animais Fantásticos, a entrevistadora mostrou ao Eddie um vídeo de Daniel Radcliffe (Harry Potter) dizendo que não gostou muito da varinha de Newt Scamander. Confira a reação do Eddie:

Eu tenho que tirar a varinha agora. Essa é a varinha de Newt Scamander. Mas, eu vou te contar, nós demos ela recentemente para Daniel Radcliffe.
Eddie Redmayne: Certo…

Ele não gostou da varinha…
Eddie Redmayne: Não!!!

Como essa se compara com a sua varinha?
Daniel Radcliffe: Ha, que pergunta! Essa parece um pouco mais suave. Não sei como me sinto em relação a este pedaço de prata no final.

Katherine Waterston: Ele obviamente está com inveja!
Eddie Redmayne: Não, isso é de quebrar o coração! Dan, eu estou, realmente, com o coração quebrado! Bem, sim, ele teve uma ótima varinha. Eu meio que amo a minha varinha pelas minhas razões específicas. É feita de concha e madrepérola.

Ele não sabia de qual metal, aquele pedaço brilhante era –
Eddie Redmayne: Ele pensou que era um pouco ostentoso?

Daniel Radcliffe: Sim, eu prefiro a minha. A minha era um pouco mais áspera cortada de uma árvore. O que é isso, Ikea?!

Eddie: Muito bem, Dan, é madrepérola. Não é muito brilhante. Nós não estamos sendo ostensivos. É feita de madeira, tem umas marcas nela, de uso e do selvagem.

(Fonte)

Na recente premiere mundial de “Animais Fantásticos e Onde Habitam“, não havia sinal de Harry Potter. Mas Eddie Redmayne, a estrela do novo blockbuster da Warner Bros., usava um Tronquilho de plástico — uma criatura parecida com um galho verde — no bolso do seu smoking. “Eu ganhei de uma fã no red carpet,” lembra Redmayne, sobre ovos e café no Crosby Street Hotel em Manhattan. “Era tão realista,” ele diz, até enganou um dos produtores do filme.

Certamente haverá mais homenagens de fãs nos próximos meses e anos. Na nova franquia escrita por J.K. Rowling, Redmayne interpreta Newt Scamander, o magizoologista que chega em New York com uma maleta cheia de animais místicos como o Pelúcio, que procura ouro, ou o enorme Erumpente. Em sua preparação, o ator vencedor do Oscar estudou com treinadores de animais e re-assistiu cenas chaves de “Harry Potter“. “Eu procurei muito no YouTube,” ele revela.

Enquanto a nova franquia não se passa em Hogwarts, haverá uma sobreposição de personagens nos cinco filmes que a Warner Bros. tem planejado. Redmayne falou com a Variety sobre “Animais Fantásticos“, conhecer Rowling e porque ele nunca irá interpretar James Bond.

Como você soube de “Animais Fantásticos”?

Veio maravilhosamente da maneira mais secreta. Eu recebi uma ligação dizendo que David Yates queria me encontrar para falar sobre um projeto desconhecido. Nós nos encontramos em um pub chamado Blacks, que fica no SoHo, em Londres. Enquanto eu estava indo para esse lugar, estava chovendo, e no andar debaixo estava David e uma lareira. A coisa toda tinha uma atmosfera meio Beco Diagonal. Ele começou a me contar a história que J.K. Rowling estava escrevendo, e ele falou sobre Newt e a maleta. Eu fiquei constrangido porque eu parecia aqueles atores que vão vestidos como o personagem.

Quando você leu o roteiro?

Dentro de três meses. Eu nunca tinha feito um filme em que você precisa, literalmente, trancar o roteiro em um cofre. Primeiro, você não tem permissão para ter um roteiro de papel. Eu estava como, “Eu preciso de um roteiro para escrever notas nele.”

Você não podia levar para casa?

Não. Ocasionalmente, eu contrabandearia meu roteiro para casa.

Você precisou fazer uma audição?

Não, eu não precisei. Mas nós viemos para este hotel, depois que eu fui escalado. Tinha um grupo de atores para diversos papéis. Eles estavam tentando diferentes combinações.

Como você encontrou Newt?

Veio com o instinto. Eu realmente não tinha começado a preparação. Eu interpretei ele bastante insular e observador, e quando eu fui para o segundo dia de audições, David disse: “Isso é realmente interessante, mas uma vez que você treinar, você estará mais forte e maior!” Eu estava como, “Sim, ele vai, absolutamente.” Mas em minha mente, não foi como eu imaginei ele ao todo. J.K. Rowling assistiu aos testes, e ela gostou mais do personagem insular.

Você vem de dois filmes independentes, “A Teoria de Tudo” e “A Garota Dinamarquesa”, em que você fez uma pesquisa meticulosa. E para “Animais Fantásticos”?

Eu conheci treinadores de animais. Conheci um cara que rastreia criaturas, então ele me mostrou uma coisa bizarra. Quando você está tentando rastrear uma criatura, você tenta fazer nenhum barulho. Você põe um pé no chão em um ângulo, e ele fica em pé.

Que tipo de treinadores de animais você conheceu?

Eu conheci uma mulher que cuidava e dava comida para um recém-nascido de tamanduá. A maneira de fazer o tamanduá relaxar era fazer cócegas. Eu pude trazer pequenas coisas como essa para David, e disse: “Que tal o com Pelúcio, quando ele tenta proteger sua bolsa, eu fazer cócegas nele.”

Você re-assistiu “Harry Potter”?

Não. Está sempre passando. Eu assisti alguns momentos, como a coisa da varinha. Tem uma impressão que todo ator está como, “Um dia, eu terei meu momento varinha.” Eu tive meu momento varinha, e fiquei com medo. Eu fiquei estranho. Não sabia o que fazer com ela. No fim, eu assisti Dan Radcliffe, Ralph Fiennes e Emma Watson. Eu definitivamente roubei deles.

Se tornou mais confortável?

É uma coisa estranha, não há nada mais estranho, sem estragar a cena, quando [um personagem] está chicoteando você com eletricidade. É como “Cinquenta Tons de Varinha.” Não há como falar sobre varinhas sem ir a insinuações catastróficas.

É como filmar uma cena de sexo.

Suas palavras, não minhas.

Você teve que escolher sua varinha?

Sim. Eu falei com o departamento de arte, e tive longas conversas sobre Newt. Ele é um cara simples — nada pretensioso, apenas uma varinha de madeira com uma casca em baixo. Pergunto-me se as pessoas do departamento de merchandising estavam, “Eu gostaria que ele pudesse ter ficado um pouco deslumbrado.”

Você filmou bastante com tela verde?

Não. O extraordinário nesse filme é que eles construíram muito disso. Eu trabalhei falando com o nada. Mas então, com o Erumpente, por exemplo, algumas pessoas que trabalharam no “Cavalo de Guerra” construíram uma marionete. Gostaríamos de ter ensaiado isso para a câmera, então eles iriam embora e eu teria a memória do que tínhamos apenas ensaiado.

Quando tempo você passou com J.K. Rowling?

Eu tive um encontro com ela por uma hora. Quando você conhece J.K. Rowling, tem uma grande antecipação, mas foi apenas para falar sobre Newt. Ele é pessoal para J.K. Rowling. Isso foi útil e me deu uma impressão de quem ele era. Quando ela escreveu o roteiro, os personagens dela pulavam para fora da página.

Era para ser originalmente três filmes.

Três mais um, seja o que for que isso signifique.

E então, virou cinco. Você se preocupou de ficar com o personagem por tanto tempo?

Não, porque eu vou adorar o que ela escrever. Como um ator, se é o seu sonho contar histórias, poder contar histórias da imaginação de uma das maiores contadoras de histórias no mundo, é tudo o que você pode querer. Que continue por muito tempo.

Você sabe como a história termina?

Não. Nós realmente não sabemos. Eu acho que diferentes atores sabem diferentes quantidades. Nós provavelmente precisamos nos reunir. Teve um dia quando [Rowling] veio ao set, e ela estava escrevendo o segundo filme. Ela disse, “Eu não estou permitida a dizer nada.” Mas ela meio que deixaria escapar algo, e isso era infeccioso. Katherine [Waterston] e eu fomos chamados de volta para uma cena, e eu lembro de nós dois fazendo a cena, mas olhando para a direita — para Jo. Pobre David, estava como, “Foco na tarefa.”

Você ouviu alguma coisa da J.K. Rowling depois que ela viu o filme?

Ela assistiu a primeira parte do filme, e tweetou vários emojis com olhos de coração. Eu nunca me senti mais feliz. Quem poderia saber que um tweet de emoji fosse me fazer tão feliz?

Você leu o segundo roteiro?

Não. A impressão que eu tenho é que eu não vou ler por um tempo.

Você está nervoso sobre o público abraçar “Animais Fantásticos”?

Eu estou sempre nervoso. Mas os nervos saem do lugar, tendo desfrutado tanto dos filmes e livros de “Harry Potter”, você começa a fazer parte da extensão desse mundo. Você não quer ser o cara novo, o idiota, que aparece e estraga tudo. Mas, eu acho que há algo único nisso. O que eu amei no roteiro — tem uma escuridão, uma qualidade de thriller, uma comédia, tem um romance, e tem um coração no final. Eu fiquei bastante emocionado quando li o roteiro. É difícil de fazer; tem uma habilidade nisso. Eu só espero que consigamos manter o que o roteiro tinha dessa maneira.

Você faria outra franquia além desta?

Franquias. Eu odeio essa palavra. Não sei porque — soa muito do tipo negócio. Para mim, é sobre o personagem.

Você estaria interessado em interpretar James Bond?

Eu definitivamente não vou interpretar James Bond. Eu odiaria me ver interpretando James Bond. Amo ir assistir “James Bond” e ver atores realmente super legais que eu admiro fazendo grandes coisas. Nunca diga nunca, mas… não. Quem eu gostaria de ver como James Bond? Essa é uma pergunta diferente.

Ok, quem você gostaria de ver como James Bond?

Tom Hardy. Vendo ele em “A Origem”, eu pensei que ele é tão despreocupado. Mas eles estão mesmo procurando? Veja, você nunca sabe. Ninguém sabe. Eu amo Daniel Craig.

(Fonte)